27 agosto 2006

Ô coisa rica!



Rica e poderosa. Tão pequenino e já querendo dominar o mundo! Não é uma gracinha? Aos cinco meses, George Dablinho Bush já era universitário em Yale. Não por influência paterna, é claro, mas por puro mérito pessoal do menino que exalava genialidade desde o berço. Até hoje, W.Bush mantém intactos os neurônios e a capacidade intelectual daquela época.
Bons tempos aqueles em que o petróleo estava logo ali, no quintal de casa. Hoje a busharada é obrigada a invadir outros recantos para garantir a gasolina nos carangos.
De lá para cá, ampliou-se o conceito de quintal para a família Bush.

Um comentário:

mauricio ambar disse...

hahaha
muito bom!

abraço