14 março 2007

Palavras contagiosas


Imagem gentilmente furtada da Casa do Zé Carlos (link ao lado)

Numa linda manhã de agosto dei à luz um spam. E parece que a luz gostou demais do spam que lhe dei. A concepção deu-se num sofá diante da TV, local que muitos acreditam ter sido abandonado pelo pensamento crítico. Pois foi bem ali que me surgiu com cabeça, corpo e membros “O Vendedor de Palavras”, inspirado em uma entrevista de Nélida Piñon.

A criança cresceu, tomou corpo e viaja o Brasil de norte a sul. Até chegou a Portugal. Já ajudou a levar sol a fins-de-semana chuvosos, ilustrou aulas de português, alimentou debates em turmas de graduação em Comunicação Social, fez ler gente que não gosta das letras e ainda dá muitas flores e frutos mundo afora.

Há um forte vírus por trás das palavras que contagia de coisas boas quem o recebe. Algo bem mais poderoso do que os spams de trojans, vírus destrutivos, publicidade indesejada e mensagens negativas. Que se proliferem os microorganismos da felicidade incubados nas letras para “esclarecer de qual combustão a paixão é feita, para que a vista lhe escureça de repente e as palavras tenham febre*”.

Um febril abraço a todos, em especial aos leitores cujos e-mails ainda não consegui responder,

Fábio Reynol

* artigo “Conhece-te a ti mesmo”, Nélida Piñon.

5 comentários:

draupadi disse...

olá!

sou professora de português, compradora e inquilina de palavras. Achei seu blog qdo procurava por fontes minimamente seguras para o texto "Vendedor de palavras", rs...
abraço, e parabéns =)

esther maria disse...

bom texto o seu. assim que li o enunciado sabia que nélida piñon o havia proferido, pois a conheço de tempos da juventude em que ainda se acreditava num mundo novo por ser mais justo.

seu blog é muito bom. abraços

Fábio Reynol disse...

Obrigado, Esther,

Espero que Nélida não tenha deixado de acreditar num mundo novo...

Um abraço,

Fabio Reynol

Susy Guedes disse...

Oh, Fábio!!!
Prodigioso seu blog (a começar pelo nome - mto criativo...), especialmente o texto "Vendedor de Palavras"!
Sou professora da Educação Básica, licenciada em Matemática, também apaixonada por nossa bela e maltratada Língua Portuguesa e outras áreas do conhecimento: História, Geografia, Filosofia, Informática...
Delicio-me lendo seus textos, críticos, bem-humorados, prazenteiros... Vc tem uma alma bonita. Preserve-a.
Um afável amplexo pra vc! ;)
T+!!!
Susy

Ana F. disse...

Oi, Fábio
também fui "vítima" de seu spam, e achei muito bom. Cheguei ao blog via site Releituras, e já está devidamente adicionado aos Favoritos.
Abraço, Ana