25 janeiro 2010

Espetáculo "O Vendedor de Palavras" está no Prêmio Açorianos

Caríssimos leitores,

A maravilhosa adaptação para o teatro da minha crônica "O Vendedor de Palavras" está rendendo cada vez mais frutos.

O espetáculo encenado pelo grupo portoalegrense Mototóti foi indicado para disputar o Prêmio Açorianos nas categorias: "Melhor Dramaturgia" e "Melhor Direção".

O Açorianos é uma premiação da Prefeitura de Porto Alegre destinada à produção artística local.

Torçam os dedos!

O espetáculo ficou um primor, e vamos tentar trazê-lo para o Estado de São Paulo este ano!

bjs,

Fabio

4 comentários:

Rejane disse...

que legal, Fabinho!!! estou muito feliz por você!!! Rejoka vamos torcer os dedinhos, sim!!!!
que orgulho!!!

Rejane disse...

que orgulho, Fabinho!!! Parabéns!!! vamos torcer os dedinhos, sim!!! que interessante!!!

mario francisco disse...

Um amigaço acaba de me apresentar "O vendedor de palavras". Fazia um tempão que não lia uma crônica tão de primeira! Gostei tanto, que ela "baixou" em mim, como susbtância da resposta ao e-mail em que o amigo foi hipergeneroso em comentários a meu respeito. Assim, aproveitando as palavras do vendedor - que furtei, sem pejo algum! - aqui vai o que escrevi, transformado em homenagem ao Fábio Reynol:

Ô, grande amigo, não tenho essa jactância toda, não, homem. O que restou de mim é apenas um semivivo alfarrábio humano. Nem posso dizer que profaço, pois não tenho intimidade com o vocábulo, mas sou chegado a tergiversar, como bom geminiano. Tem gente até que me acha escorregadio, ambagístico demais, porém não dou trela pra essas avaliações nem sou de evasivas, vou direto na cara do crítico e, se ele me cheirar a pusilanimidade, xingo logo a mãe: “Seu filho de uma histriônica! Deixa de ser hiputrélico, seu comedor de biscoito de talxóts!”

Fátima Campilho disse...

Bacana, Fábio!
Tenho certeza de que vai render mais prêmios e palavras!
Abraços